• Paulo Saraiva

PLÁSTICA EM PACIENTES IDOSOS








ATÉ QUE IDADE?


Ter 70 ou mesmo 80 anos de idade não é fator limitante para algumas cirurgias plásticas. As mais buscadas por mulheres e homens estão menos relacionadas com a estética e mais com as necessidades diárias. Cirurgias na face, abdome e mamas são as mais comuns e exigem que as doenças crônicas, comuns em idosos, estejam bem controladas.
Muitas pessoas se deparam com um descompasso entre sua aparência e seu estado de espírito, elas se olham no espelho e não vêem por fora a jovialidade que sentem por dentro. Mesmo com a ajuda de dietas balanceadas e da prática regular de exercícios, os sinais naturais do envelhecimento são inevitáveis com o avanço do tempo. Nesse sentido, a cirurgia plástica se tornou uma escolha para muitos desses senhores e senhoras que buscam alinhar as partes física e mental.
A procura pela cirurgia plástica na terceira idade é comum, pois muitos idosos querem retardar o processo natural de envelhecimento e aumentar a autoestima. Mas os idosos precisam ser bem avaliados antes da cirurgia, porque uma idade muito avançada pode ser um fator de risco cirúrgico, principalmente quando o paciente é portador de doenças como a diabetes e hipertensão arterial.
Com uma avaliação física e mental pré operatórias rigorosa, os cirurgiões e anestesistas podem aumentar a segurança dos pacientes durante o procedimento.
A flacidez da pele nas pálpebras do idoso pode atrapalhar a visão, gerando uma sombra quando se olha para o lado. Apesar de ser uma cirurgia estética, a indicação é normalmente necessidade, e é uma das primeiras cirurgias plásticas que o idoso procura fazer, para seu conforto visual.
No caso das mamas e abdome, o excesso de gordura e peso geram assaduras, desconforto na coluna, que, para uma idosa com artrose, a dor justifica a cirurgia.
Restrições existem : para as cirurgia maiores em idosos, não é aconselhável se fazer mais de uma no mesmo ato cirúrgico. Raramente se faz Lipoaspiração em um paciente idoso, mesmo porque já há flacidez de pele, não sendo indicado o procedimento. O pré e pós operatório são bem rigorosos, para que as cirurgias e os resultados ocorram com segurança.
Um dos problemas que pode ocorrer é quando os pacientes são mais idosos e a expectativa é alta em relação ao resultado da cirurgia, porque muitos chegam ao cirurgião para resolver problemas de deficiência de contato, carência familiar, apesar de o tratamento atuar na sua auto estima.
As plásticas mais procuradas pelos idosos são:
- Blefaroplastia ( cirurgia das pálpebras ) - Melhora a aparência do rosto, dando um ar de descanso e alerta, além de tirar o peso dos olhos. É uma cirurgia simples, feita sob anestesia local, não deixando nenhuma cicatriz aparente.
Abdominoplastia - No procedimento, remove-se o excesso de gordura e pele, restaurando os músculos enfraquecidos ou separados. Há o incômodo da posição de andar na primeira semana, encurvado, o que causa bastante desconforto e até dor na coluna. É um tipo de cirurgia procurado por mulheres de qualquer idade, incluindo as idosas. A flacidez natural que vem com a idade, e o efeito sanfona que tanto incomoda as mulheres, estão entre os principais fatores pela procura dessa cirurgia na terceira idade.
Mamoplastia - Com o passar dos anos, o caimento das mamas que vem junto com a pele, no decorrer do tempo, é um dos principais fatores que faz com que as mulheres nessa fase da vida procurem a plástica de aumento, para fazer com que as suas mamas voltem a ter o aspecto natural e bonito da juventude. Geralmente, na terceira idade, as mulheres procuram procedimentos que elevem as mamas que ficaram naturalmente flácidas pela idade, com ou sem a colocação de próteses.
As cirurgias são feitas com muito critério, não existindo, entretanto, limitação de idade e de tipo de operação. Se as condições clínicas da pessoa forem compatíveis com a cirurgia proposta, tomando-se o cuidados necessários, pode-de realizá-las sem problema.
A recuperação depende da idade, quanto maior a idade, mais lenta a recuperação. Por conta disso, cirurgias muito logas ou a combinação de mais de uma cirurgia, devem ser evitadas. A grande vantagem que o idoso tem é com relação às cicatrizes deixadas pela cirurgia, onde as cicatrizes resultantes são quase sempre muito menos aparentes do que nos jovens. Caso o paciente queira fazer outra cirurgia depois da primeira, deve-se observar pelo menos 3 a 4 meses de intervalo entre elas.
Cabe ressaltar que não existe limite de idade estabelecido para realizar a cirurgia estética. O que determinará a realização da cirurgia será o estado de saúde da paciente, verificado pela avaliação pré operatória da sua condição.
Embora o número de cirurgias plásticas do grupo de idosos esteja em crescimento, vale lembrar que uma conversa franca com o cirurgião é de extrema importância. É bom tirar todas as dúvidas com o profissional e confiar nele. É importante saber que o paciente deve fazer sua parte, também, respeitando todas as orientações do cirurgião.


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo