• Paulo Saraiva

O Doutor Responde!

Atualizado: 24 de Mai de 2019


Dúvidas a respeito da CIRURGIA PLÁSTICA O DOUTOR RESPONDE
- Os resultados de uma lipoaspiração são permanentes?
Lipoaspiração é um método para retirar apenas gordura localizada e não para emagrecer. Se for feito corretamente de acordo com a indicação, o resultado é permanente sim, visto que a gordura localizada, uma vez retirada do local, não volta mais.
- Numa lipoaspiração, quantos litros de gordura posso retirar? Posso fazer várias lipoaspirações até atingir o peso ideal?
Teoricamente, podem ser retirados até 5% do peso da pessoa, de gordura. Mas como é uma cirurgia para se retirar apenas gordura localizada, é raro alguém ter tanta gordura localizada para lipoaspirar.
- Fiz uma lipoaspiração e fiquei com fibroses. Como resolver este problema?
A fibrose se deve, provavelmente, por não ter sido feitas sessões de drenagem linfática após a cirurgia, exatamente para prevenir tal situação. Depois de instalada a fibrose, torna-se um caso de difícil ou impossível solução.
- Existem pacientes que procuram a cirurgia plástica para tentar corrigir problemas existenciais ou conjugais?
Sim, é muito comum, só que esses pacientes não são os ideais para se submeterem à cirurgia, porque essa não vai solucionar os problemas pessoais deles, o cirurgião tem que ter bom senso de contra indicar a cirurgia, porque, se for feita, vai continuar deixando o paciente infeliz, não pelo resultado da cirurgia, mas porque os problemas pessoais continuam, e acabam refletindo na insatisfação da cirurgia.
- Uma pessoa que quer fazer uma plástica estética e corretiva de barriga e está acima do peso. Em média, quantos quilos dão a margem de segurança para não perder a cirurgia depois?
O paciente que vai se submeter a qualquer cirurgia plástica, para começar, deve estar no seu peso ideal. Depois da cirurgia é importante que ele mantenha esse peso, para que conserve o resultado da cirurgia. Alguns poucos quilos a mais que ele ganhe não chega a comprometer o resultado, porém já não apresenta mais aquele abdome perfeito de quando foi feito.
-No caso da plástica de rosto, existe algum procedimento preventivo para essa ser evitada? Como por exemplo mini cirurgias?
No caso de pacientes mais jovens, em que ainda não há danos à pele do rosto, pode-se fazer a Blefaroplastia ( cirurgia das pálpebras ), sob anestesia local, que já proporciona um olhar mais expressivo. Futuramente, quando já houver flacidez do rosto, completa-se com um lifting ( retirada do excesso de pele da face ).
- Quem fez cirurgia de redução do estômago e perdeu muito peso, a pessoa só pode fazer as plásticas depois que emagrecer tudo o que precisa ou pode ir tirando aquela pele que vai "caindo"aos poucos?
O certo é esperar emagrecer tudo o que é previsto , para depois de um ano depois da cirurgia bariátrica se colocar no lugar o que se precisa.
- No geral, quanto tempo dura o resultado de uma abdominoplastia?
Desde que o paciente se cuide com um controle de alimentação, mantendo o peso e praticando atividades físicas regulares, ele pode ter o resultado da cirurgia de abdome para sempre
- Qual a ida e mínima para a primeira plástica de implante de silicone nos seios?
Recomenda-se que a cirurgia estética, em geral, seja feita no final da adolescência, por volta dos 16, 17 anos, porque até essa fase o corpo sofre alterações hormonais, podendo comprometer o resultado da cirurgia ao chegar a fase adulta.
- Qualquer cirurgia que o paciente solicita ao cirurgião plástico pode ser feita?
Absolutamente não, a cirurgia tem fatores rigorosos que o cirurgião avalia, como peso, idade, exames, condição psicológica, problemas pessoais, cuidados pós operatórios, não mais que duas cirurgias de uma vez, desde que não ultrapassem 5 a 6 horas, história pregressa e familiar,etc.
- A pessoa que pretende se submeter a uma plástica deve pedir opinião de outras pessoas?
Também não, porque as opiniões nem sempre são favoráveis, o que podem deixar a pessoa amedrontada e desistir da cirurgia. Uma cirurgia desperta muita curiosidade, e, muitas pessoas que tem medo ou não podem se submeter a uma, tendem a negativar a outra. Sempre é recomendável se manter sigilo antes da cirurgia, ou comentar o mínimo possível com as pessoas mais chegadas.
- As próteses de silicone de mama podem ser colocadas pelo umbigo?
Não aqui no Brasil, porque elas já vêm cheias. Nos Estados Unidos que colocam pelo umbigo, como se fosse um balão de festa murcho, introduzido pelo umbigo e depois enchidas com um líquido chamado solução salina. São muito frágeis, porque se furadas todo o líquido que estava dentro vaza. As usadas aqui, mesmo furadas, não vazam
E quanto ao repouso, por que ainda hoje, com tanta modernidade dos materiais de suturar, ainda precisa de tanto repouso?
O repouso é fundamental e vai ser sempre sê-lo, independente da modernidade e do tipo de acabamento que se faça, agora e no futuro, porque a cicatriz depende desse repouso e se o paciente não o faz, qualquer que tenha sido o trabalho, a cicatriz vai alargar, prejudicando o resultado da cirurgia. As técnicas que aprendi e os materiais usados há quarenta anos são os mesmo até hoje.
- Quanto tempo leva para uma plástica ter seu resultado definitivo?
No mínimo de 6 a 12 meses, e até mais, depende da cirurgia. Nas cirurgias maiores, as cicatrizes só começam a ficar finas e claras por volta de 1 ano. Durante esse tempo o paciente é acompanhado, para se tirarem as dúvidas e falsas expectativas.
- E sobre a cicatriz de mamaplastia em volta da aréola, o que o senhor acha?
Eu particularmente não faço e não gosto, e poucos cirurgiões fazem atualmente, porque a forma da mama não fica natural, muito redonda e toda franzida em volta da aréola, porque toda a pele é retirada e fechada em volta da aréola.
- Há medicamentos que o paciente deve evitar quando vai fazer uma plástica?
Sim, há medicamentos que fazem sangrar mais durante a cirurgia, como a aspirina ( ácido acetil salicílico ), se for cirurgia maior pede-se para suspender o anticoncepcional, medicamentos para asma e bronquite, que podem comprometer a anestesia.
Quanto tempo leva o acompanhamento pós operatório?
- Depende muito de cada cirurgião. No nosso caso acompanhamos por um ano, tempo que damos alta definitiva. Nos três primeiros meses vemos o paciente semanalmente, pois os curativos são trocados no consultório. Depois desse tempo, quando se retiram as fitas adesivas, começa a fase de massagem local, com cremes ou óleos. A partir daí as idas ao consultório são mensais, até se completar um ano.
- É importante o paciente se preparar para se submeter à uma plástica?
Sim, tanto no aspecto psicológico quanto no aspecto de sua rotina de trabalho e de casa. Tudo deve ser programado cuidadosamente para que ele não precise voltar às suas atividades antes da hora. Se for mulher, calcular para que a cirurgia não coincida com seu ciclo menstrual, por questões higiênicas, preparar se estruturar em casa, em relação a afazeres e filhos pequenos, evitar dirigir por 30 dias, dormir de barriga para cima por três meses, usar cintas e sutiãs adequados, dependendo do caso, também por três meses.
- O resultado da plástica depende 100% do trabalho do cirurgião?
De maneira nenhuma. O resultado depende do trabalho do cirurgião e do cuidado que o paciente vai ter em casa. Não adianta uma cirurgia ficar perfeita e o paciente não seguir as orientações médicas em casa, podendo botar tudo a perder. Por isso o acompanhamento pós operatório do médico com o paciente é muito importante, para que ele vigie o comportamento do paciente. Mesmo assim ainda há pacientes que não seguem as orientações corretamente, causando estragos no resultado da cirurgia.
- E sobre as cicatrizes, elas sempre ficam perfeitas?
O cirurgião usa todos os cuidados para que isso aconteça, mas nem sempre isso ocorre, porque a cicatrização depende de vários fatores, como tendência a quelóide ( cicatriz alta, grossa, escura e dolorosa ), falta de cuidado do paciente no pós operatório, alergias às fitas adesivas, rejeições de pontos, etc. O acompanhamento depois da cirurgia é de 1 ano, exatamente para se evitarem cicatrizes inestéticas, mas isso não depende só do cirurgião.
- Qual cirurgia plástica pode ser feita com anestesia local?
As cirurgias de pequeno porte, como pálpebras, orelhas de abano, cicatrizes, podem perfeitamente ser feitas com anestesia local, sem que causem stress ao paciente. Já cirurgias maiores, é interessante que o paciente não participe delas, ou seja, que ele durma, ou por sedação ou por anestesia geral, para justamente evitar o desgaste emocional durante o ato cirúrgico.
- É possível ver fotografias “antes e depois” de outros pacientes que efetuaram o mesmo tipo de cirurgia plástica que quero fazer?
Sim, a mostra de fotografias de outros pacientes serve apenas para se conhecer o trabalho do cirurgião, e não para o paciente que pretende se operar já antecipar o resultado de sua cirurgia, visto que cada corpo tem suas peculiaridades pessoais. O médico nunca deve mostrar a foto de outro paciente e dizer que as cirurgias ficarão iguais a que ele mostrou.
- Após a cirurgia plástica, com que frequência serão marcadas as consultas? E após a recuperação total? 
Cada cirurgião tem um sistema próprio de acompanhar seu paciente. No nosso caso, vemos o paciente toda semana nos três primeiros meses, depois mensalmente, até se completar um ano, quando se considera o resultado da cirurgia definitivo.
- No caso de abdominoplastia, QUAL O TEMPO DE INTERNAÇÃO? 
Também varia de cada cirurgião. Nós deixamos o paciente internado por 24 horas, porque, por ser uma cirurgia de porte maior, nos dá mais segurança esse paciente ser monitorado por enfermeiros e médicos durante esse período em que ele estará internado.

286 visualizações1 comentário