• Paulo Saraiva

HOMEM TAMBÉM FAZ PLÁSTICA





A ciência moderna decreta: o homem começa o processo de envelhecimento discretamente a partir dos 30 anos. E, com isso, estão cada vez mais vaidosos. é claro que esse número não é generalizado. Mas é em torno dessa idade que diversos órgãos começam a ficar mais ou menos "gastos", isto é, começam a diminuir gradativamente suas funções.
Os homens brasileiros estão, hoje em dia, mais preocupados com a estética de seus corpos. Deixando de lado os preconceitos machistas, eles procuram com mais frequência a cirurgia plástica, para amenizar suas rugas, melhorar o contorno e perfil do nariz, eliminar gorduras localizadas, etc.
Pesquisas demonstram que nos últimos vinte anos o número de homens que se submeteram à cirurgia para rejuvenescer, por exemplo, aumentou por volta de 30%.
Exercícios físicos, dietas com alimentação pobre em gordura e carbohidratos, tratamento geriátrico preventivo já a partir dos quarenta anos, são algumas das maneiras que o homem encontrou para cuidar do seu corpo e mente. Não existe elixir da juventude, mas a cirurgia plástica pode ajudar a retardar o envelhecimento.
A competição do mercado de trabalho, também, está estimulando o homem a cuidar da aparência. O avanço da medicina está aumentando a expectativa de vida do brasileiro. Há 50 anos, um homem de 50 já era considerado "velho". Hoje, na média, eles vivem mais, chegando aos 70 anos ainda com muita energia e procuram a cirurgia plástica para que seu rejuvenescimento interno seja competível com sua aparência externa.
O envelhecimento do corpo, um processo saudável ou patológico, pode ser adiado. Há alguns caminhos a ser trilhados por quem deseja envelhecer mais lentamente e com mais saúde: tentar tratar ou evitar o estresse, dormir o número de horas para se sentir descansado, fazer atividades físicas regularmente, alimentar-se adequadamente com uma dieta sudável, beber muita água ( cerca de dois litros por dia ), evitar o fumo e álcool.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo