• Paulo Saraiva

CIRURGIA PLÁSTICA DE FACE NÃO É FEITA

PELO PHOTOSHOP






NÃO É APENAS UMA IMAGEM NO COMPUTADOR


O sonho de todas as pessoas é ter um rosto jovem. Uma das técnicas para alcançar esse objetivo é a cirurgia de rejuvenescimento facial.


Há cirurgiões que usam o computador ( hoje totalmente desaconselhado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica ) para decidir, ao lado do paciente, como poderia ficar a face depois da operação.


Mas, se o computador consegue transformar na tela as imagens de um rosto desarmônico e envelhecido num rosto bonito e sem as marcas do tempo, é importante lembrar que a máquina ainda não opera: o computador ainda não faz plástica. Não se pode prever, pela fotografia retocada, como a pessoa ficará depois de operada, pois esculpir o corpo humano não é o mesmo que fazer uma escultura em pedra, madeira ou outro material qualquer, onde o escultor trabalha exatamente da maneira como esquematizou.


Além de aliar a técnica da cirurgia proposta, o cirurgião tem que contar com sua sensibilidade, senso estético, arte e, às vezes, até improvisação, para conseguir o resultado perfeito.


Qualquer cirurgião, quando está diante de um paciente que deseja se submeter à uma cirurgia de face, deve fazer uma análise minuciosa de uma série de fatores, como idade, tipo e estado da pele, características de raça e áreas mais atingidas pela ação do tempo. Esse estudo é fundamental para se atingir um bom resultado.

Antes de tudo, porém, o médico precisa analisar a expectativa do paciente e saber o que ele espera da cirurgia. É muito difícil para o leigo decidir o que é melhor para ele, quando e como fazer uma cirurgia de rejuvenescimento, e, principalmente, qual é o especialista de sua confiança. O cirurgião não deve iludir o paciente, prometendo resultados milagrosos e, algumas vezes, impossíveis de ser obtidos, como aconteceria no caso da análise através do photoshop no computador.


Por melhores que sejam a técnica e a habilidade do cirurgião, alguns resultados mostrados na tela são inatingíveis na prática. Portanto, se o cirurgião cria uma expectativa incompatível com a técnica, ele poderá deixar o paciente frustrado depois de operado.


A cirurgia estética de face não tem por objetivo modificar o rosto, e sim rejuvenescer e amenizar as marcas do tempo, que deixam um aspecto envelhecido. A cirurgia deve ter um resultado natural, para que os pacientes não sofram com o estigma de que já foram operados.


A cirurgia é considerada bem feita, ao contrário do que muitos pacientes acham, quando os outros não percebem que eles foram operados. Quando todos notam que a pessoa fez plástica é sinal de que a cirurgia não ficou natural.


As pessoas que programam ser submetidas à cirurgia plástica precisam estar conscientes do que desejam e do que o cirurgião pode lhes oferecer. O computador faz o milagre na tela, não no paciente.


Antes de optar por uma plástica o paciente deve conversar com seu médico para saber os detalhes da cirurgia e ter uma idéia do que pode ser feito e não pedir para ver, no computador, como vai ficar depois da cirurgia.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo