• Paulo Saraiva

CIGARRO E CIRURGIA PLÁSTICA NÃO COMBINAM




O hábito de fumar é extremamente desastroso quando se refere à cirurgia, comprometendo o resultado final da mesma. Os fumantes apresentam graus variáveis de lesões dos vasos, com grande desvantagem quando comparados aos não fumantes submetidos aos mesmos tipos de cirurgias.


Mesmo abandonando o fumo, permanecem sequelas devido à intoxicação promovida pela nicotina. Pacientes fumantes que pretendem se submeter à cirurgia plástica devem, num tempo mínimo, quatro semanas antes da cirurgia, abandonar o fumo.


No Brasil,pelas pesquisas, há 200 mil pessoas sofrendo de doenças causada pelo tabagismo.


Envelhecimento cutâneo, doenças, dentes amarelos: não faltam motivos para deixar o fumo de lado.


Nem o fato de criar mais rugas, deixar os cabelos mais opacos ou ficar doente faz com que muitos brasileiros abandonem o vício do cigarro. e, pelas pesquisas, as mulheres tem mais dificuldade de largar o fumo do que os homens.


Além da dependência química, entende-se que a pessoa tem uma relação afetiva com o cigarro, que acaba sendo um remédio e um companheiro para tristezas e estresse. Mas o problema não acaba aí: tanto o hábito de fumar quanto a interrupção do vício podem provocar a depressão, o que torna mais difícil ainda abandonar o cigarro.

Mas, com apoio, deixar de fumar é possível.


Algumas razões para parar de fumar agora:


- Risco de morte

Parece óbvio, mas quando quantificamos o estrago, entende-se a extensão do perigo: cerca de 10 mil pessoas morrem,por dia, no mundo, por causa do fumo. E esqueça aquele papo de "meu tio fumou a vida inteira e morreu de velho". Sorte a dele. Ninguém é igual e a maioria pode sim ter complicações devido à fumaça do tabaco.


- Danos à saúde de seu filho

Fumantes passivos em ambientes fechados correm um risco de 30% a mais de contrair câncer de pulmão e 24% de chances a mais de ter infarto. Já os bebês são cinco vezes mais propícios a ter morte súbita sem causa aparente.


- Câncer

O cigarro está relacionado com cânceres de boca, laringe, estômago, pulmão, bexiga urinária, fígado, colo uterino, cólon, reto e até de mama.

O câncer de pulmão frequentemente é diagnosticado em um estágio avançado, proporcionando aos pacientes uma expectativa de vida potencial de oito a dez meses, segundo os oncologistas.


- Varizes nas pernas

O cigarro enfraquece a parede da veia, propiciando a dilatação e a formação de varizes, sem contar que aumenta a coagulação do sangue, causando o risco de trombose venosa, principalmente quando é associado ao uso de anticoncepcional ou outo tipo de tratamento hormonal.


- Envelhecimento precoce

Fumar faz com que a elasticidade da pele diminua, dando um aspecto mais envelhecido, sem contar que as unhas e cabelos ficam quebradiços.


- Complicações na gravidez

Fumar durante a gestação aumenta o risco de aborto e parto prematuro, além de que o nascido de uma fumante fica mais irritadiço devido à crise de abstinência da nicotina, absorvida pela placenta.


- Manchas nos dentes

O efeito do alcatrão, da nicotina e de outros produtos tóxicos encontrados nos cigarros amarelam e causam manchas nos dentes. E não é só: quem fuma tem muito mais chance de contrair doença que causa a destruição do osso que sustenta os dentes. O cigarro está relacionado ainda com tártaros, mau hálito, alteração do paladar e até mesmo mudança no alinhamento e perda dos dentes


- Problemas pulmonares-

A doença obstrutiva crônica, também causada pelo fumo, que engloba a bronquite crônica e o enfisema pulmonar, são irreversíveis , mesmo que a pessoa tenha parado de fumar há muitos anos.


- Infertilidade

Homens e mulheres que querem engravidar devem ficar longe do cigarro, que está associado à diminuição dos óvulos, à perda da função reprodutiva e à antecipação da menopausa. Com os homens, o fumo é responsável por uma relevante diminuição na contagem dos espermas, além de um aumento de espermatozóides defeituosos, segundo especialistas em reprodução humana.

Depois de tudo isso, compensa pensar duas vezes antes de por um cigarro à boca.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo